Notícias sobre Indaiatuba e Região com Kleber Patricio

Inscreva seu e-mail e participe de nossa Newsletter para receber todas as novidades

SAAE Indaiatuba ilumina reservatórios pelo Dia Mundial de Conscientização do Autismo

Indaiatuba, por Kleber Patricio

Foto: Giuliano Miranda – DCS/SAAE.

Foto: Giuliano Miranda – DCS/SAAE.

O Dia Mundial do Autismo, celebrado anualmente em 2 de abril, foi criado pela Organização das Nações Unidas em 18 de dezembro de 2007 com o objetivo de chamar a atenção para a importância de conhecer e tratar o transtorno, que atinge mais de 2 milhões de brasileiros, segundo dados da própria organização. O objetivo é impulsionar o compromisso político e a cooperação internacional a favor de investimentos maiores nos setores sociais, educacionais e laborais das pessoas com o transtorno.

Como de costume, para apoiar a ação o Serviço Autonomo de Água e Esgoto de Indaiatuba (SAAE) iluminou os reservatórios do Jardim Morada do Sol, Lauro Bueno e da Rodoviária na cor azul (a cor foi escolhida porque o autismo é mais comum em meninos).

O Brasil já teve o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, a Ponte Estaiada, em São Paulo, os prédios do Senado Federal e do Ministério da Saúde, em Brasília, o Teatro Amazonas, em Manaus e a torre da Usina do Gasômetro, em Porto Alegre, entre muitos outros prédios iluminados de azul em apoio a causa.

No dia 2 de abril, das 7 às 12 horas, o Rotary Clube, com o apoio da Prefeitura e do SAAE, realiza o I Encontro Despertar – Despertar para o Autismo no anfiteatro da Prefeitura, na avenida Eng.º Fábio Roberto Barnabé, 2800. O evento contará com a presença de profissionais das áreas de Saúde e Educação, que discutirão junto com os participantes a realidade do autista.

Crazy for Burger Indaiatuba lança novo cardápio

Indaiatuba, por Kleber Patricio

DSC_0037

Daniele, Benício e Fábio Alexandre Marciano conferindo na estreia o novo cardápio da casa. Fotos: divulgação.

Na segunda quinzena de março, a hamburgueria Crazy for Burger de Indaiatuba (Rua 24 de Maio, 790, Centro) lançou o seu novo cardápio, inclusive para quem prefere opções mais saudáveis. O evento organizado por Tânia d’Ávila reuniu profissionais de imprensa, empresários, formadores de opinião e amigos e os convidados puderam escolher antecipadamente qual opção gostariam de degustar na data do evento. Entre as novas opções, que foram degustadas em primeira mão, estão:

Crazy Shrimp (2 hambúrgueres de carne (300g), 6 unidades de camarão, queijo prato, bacon, alface, tomate, cebola roxa, pepino, molho do chef, servido no pão brioche);

10492533_1121404567905881_7611201804353438900_nCrazy Ratatouille (1 hambúrguer de patinho (200g – tempero: cebola, alho, cebolinha, farelo de aveia e farinha de linhaça escura), ratatui, queijo cottage, rúcula, mostarda Djon. Servido no pão de batata doce);

Ceasar Salad (Alface americana, fatias de frango, parmesão ralado grosso, croutons, bacon, molho especial de creme de leite alho, mostarda, molho inglês e leve toque de limão);

Russian Salad (Alface americana, rúcula fatiada, tomate cereja, mussarela de búfala, palmito, parmesão, molho de mostarda amarela e alcaparras)

Cristian e Karin Moz também estiveram no lançamento do novo cardápio.

Cristian e Karin Moz também estiveram no lançamento do novo cardápio.

A Crazy For Burger, dos sócios Guilherme Pequeno e o chef Iran Macedo, oferece o conceito da hamburgueria gourmet, com lanches saborosos e sempre inovando com hambúrgueres diferenciados, grelhados, com sabores únicos, agora apostando também em uma linha fitness, mais leve e saudável, incluindo opções vegetarianas, para atender a todos os gostos.

Para mais informações, (19) 3328-1319 ou a fan page no Facebook.

Sinfônica da Unicamp se apresenta ao lado da flautista Lea Freire em Campinas

Campinas, por Kleber Patricio

!cid_ii_imf60l8o1_153c8b5b44b86172Com um time de primeira formado por Léa Freire (flauta), Amilton Godoy (piano), Fábio Peron (bandolim) e Vinícius Barros (percussão), a Orquestra Sinfônica da Unicamp interpreta dois dos mais esperados concertos da temporada. As apresentações, intituladas Cartas Brasileiras, unem as pontas do erudito e do popular e acontecem nos próximos dias 6 (quarta-feira), às 20 horas, no Teatro Castro Mendes, e 7 (quinta), às 21 horas, na Casa do Lago (Unicamp), sob a batuta do maestro Felipe Senna, que também assina a direção musical.

O repertório traz obras da flautista Léa Freire (foto), reunidas no disco do mesmo nome, com arranjos de mestres do gênero, como Nailor Proveta, Gil Jardim, Felipe Senna e Luca Raele.

Uma das mais festejadas instrumentistas da atualidade, Léa Freire ouvia desde cedo eruditos brasileiros como Camargo Guarnieri e Villa-Lobos em seus estudos de piano, ao lado de Bach, Debussy e dos muitos compositores estrangeiros. Cantou 15 anos em coral sob a regência de Samuel Kerr, Klaus Dieter Wolf e Jonas Christensen, enquanto se interessava pelo jazz, que a levou para a bossa nova, que chamou o choro e que lhe mostrou o caminho para os inúmeros ritmos brasileiros. Tocando com a nata da nossa música, tornou-se flautista improvisadora e celebrada compositora – suas parcerias com Joyce foram gravadas no Brasil, Japão, Alemanha e Inglaterra. Léa é ainda uma grande incentivadora da música instrumental brasileira, fundadora da gravadora e editora Maritaca, que já tem mais de 40 CDs e dois livros no catálogo.

!cid_ii_imf6rtow2_153c8c916df7f565Amilton Godoy

Nascido em uma família de músicos populares e eruditos, hoje, aos 75 anos de idade, Amilton Godoy é um dos grandes nomes entre os mais ilustres pianistas do cenário nacional. Atraído pela música popular, Amilton inovou e criou seu próprio estilo, com base no jazz, de forma quase autodidata, tornando-se professor de muitos dos grandes músicos da cena instrumental brasileira, tais como Eliane Elias e a própria Léa.

Com o Zimbo Trio – do qual fez parte -, dividiu o palco com nomes importantes como Elis Regina, Elizeth Cardoso, Wilson Simonal e Jair Rodrigues, que marcaram uma época com o “Fino da Bossa”.

Como solista, é considerado um dos maiores pianistas do mundo e atuou como convidado de orquestras regidas por grandes maestros, como Cyro Pereira, Julio Medaglia, Chico de Moraes, Simon Bleche, Roberto Sion, Maurício Galindo e Wagner Tiso. Como erudito, Amilton já lançou mais de 10 métodos de piano e harmonia, por meio de livros usados na educação e formação de mais de 30.000 estudantes de música.

Felipe Senna

!cid_ii_imf6utjj3_153c8cb387b9c7f0Felipe Senna transita com liberdade entre o erudito e o popular como instrumentista, diretor e criador, escrevendo para importantes grupos sinfônicos e de câmara no Brasil e no exterior. Mestre em Artes ‘com distinção’ pela City University London (Composição-2013) e Bacharel em Música pela Unesp (Composição e Regência-2002), venceu o 1º prêmio no Concurso Nacional de Composição Camargo Guarnieri (2007), no Concurso Ritmo e Som (2002) e foi recentemente premiado na Bienal de Composição da Orquestra Jazz Sinfônica e indicado ao Golden Eye de ‘Melhor Música de Filme Internacional’ no Zurich Film Festival. Compositor prolífico, sua obra se estende também ao universo teatral, onde foi diretor musical e regente de peças brasileiras e grandes espetáculos musicais.

Sua adaptação de Porgy and Bess (Gershwins) foi indicada ao XII Prêmio Carlos Gomes como ‘melhor espetáculo de ópera de 2008’. Atualmente dedica-se a comissões de projetos na França, México, Alemanha, USA e Brasil, com quatro estreias sinfônicas previstas para 2016.

Programa

Obras de Léa Freire com arranjadores diversos

(orq. Felipe Senna) – Lana

(orq. Felipe Senna) – Maré

(adp. Felipe Senna) – Caminho das pedras

(orq. Felipe Senna) – Mamulengo

(arr. Felipe Senna) – Ares de Bolero

(adp. Felipe Senna) – Vento em Madeira

(adp. Felipe Senna) – Nove Luas

(arr. Luca Raele, adp. Léa Freire/Felipe Senna) – Bis a Bis

(arr. Nailor Proveta, adp. Felipe Senna) – Rabisco

(arr. Nailor Proveta, adp. Felipe Senna) – Espiral

(arr. Gil Jardim, adp. Felipe Senna) – Choro na Chuva

Serviço

OSU e Banda: Cartas Brasileiras de Léa Freire

Felipe Senna, direção musical, arranjos, adaptações e regência

Solistas:

Léa Freire, flauta

Amilton Godoy, piano

Fábio Peron, bandolim

Vinícius Barros, percussão

Quando: 6 de abril (quarta), 20 h, no Teatro Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial)

Ingressos: R$20, R$10 e R$5 (comunidade acadêmica da Unicamp)

7 de abril (quinta), 21 h, na Casa do Lago (Unicamp)

Entrada gratuita

Links para vídeos:

https://www.youtube.com/watch?v=uzvPfy0HjJw

https://www.youtube.com/watch?v=j0AXh1KOJ7A

https://www.youtube.com/watch?v=KIlECXkd7Ao.

Página 490 de 557« Primeira...102030...488489490491492...500510520...Última »