Notícias sobre Indaiatuba e Região com Kleber Patricio

Inscreva seu e-mail e participe de nossa Newsletter para receber todas as novidades

Crianças do Lar Nosso Sonho participam da colheita da horta do Shopping Pq. das Bandeiras

Campinas, por Kleber Patricio

Fotos: divulgação.

O pequeno oásis de verduras e temperos cultivado pelo Shopping Parque das Bandeiras, em Campinas, vai receber um auxílio mais que especial na segunda colheita de sua horta sustentável: crianças do Lar Nosso Sonho ajudarão os colaboradores do shopping nesta quinta-feira, 23 de novembro, às 15h30.

As crianças irão colher alfaces e plantar novas mudinhas no lugar. Toda a colheita será destinada ao Lar Nosso Sonho, para o abastecimento do cardápio do almoço e jantar das crianças assistidas pela instituição. “Com a horta, pretendemos ajudar não somente o meio ambiente, deixando de mandar 22 toneladas de lixo orgânico para o aterro sanitário, mas auxiliar na qualidade de vida e alimentação saudável das crianças e dos idosos do Lar dos Velhinhos de Campinas”, afirma a gerente de marketing do Shopping Parque das Bandeiras, Andréia Vidal. Em um espaço de 400 m², funcionários cultivam diversos tipos de alfaces, beterraba, couve, rúcula, manjericão, cebolinha, salsinha e mostarda. O local tem como objetivo conscientizar sobre a importância da destinação correta do lixo e operar na redução resíduos que são enviados para o aterro sanitário de Campinas.

O projeto surgiu em fevereiro, com a implementação da Política Nacional de Resíduos Sólidos desenvolvida pela Ancar Ivanhoe, administradora do Parque das Bandeiras, e foi inspirado na iniciativa de sucesso do Shopping Eldorado, nomeada Telhado Verde, que desde 2012 faz um destino ecologicamente correto a cerca de 1 tonelada de lixo orgânico gerados diariamente em suas praças de alimentação. Todo o resto de comida produzido pela praça de alimentação é encaminhado para o processo de transformação do resíduo alimentar em compostagem. Com a iniciativa, o shopping deixa de mandar mensalmente 22 toneladas de lixo para o aterro sanitário.

As plantas crescem diretamente no composto orgânico misturado com a terra. Todos os alimentos da primeira colheita foram doados para lojistas, colaboradores e projetos sociais. Em 2018, a administração do shopping pretende duplicar o tamanho da horta e plantar outros vegetais como tomate, cenoura e temperos como tomilho, alecrim, hortelã e sálvia.

Serviço:

2ª Colheita da Horta do Bandeiras

Data: Quinta-feira, 23 de novembro

Horário: 15h30

Local: Próximo à entrada do estacionamento Eco2 do Shopping Parque das Bandeiras (Av. John Boyd Dunlop, 3900, Jardim Ipaussurama, Campinas).

Show com grupo Tambora mergulha na obra de compositoras de países da AL

São Paulo, por Kleber Patricio

Grupo é formado por artistas do Chile, Uruguai, Cuba e Brasil. Foto: Duda Morais.

A Fundação Ema Klabin, em São Paulo, promove no sábado, dia 25 de novembro, a partir das 16h30, um show com o grupo Tambora pela série Música do Mundo. Tambora é um coletivo de mulheres latino-americanas residentes em São Paulo que faz um mergulho na obra de compositoras mulheres de diversos países da América Latina e de diferentes locais e épocas.

O repertório percorre uma viagem sonora através de ritmos e cantos com arranjos que dialogam entre os tambores e as melodias vocais. As canções falam das dores, alegria, amores, trabalho, superação e sentimentos que as mulheres compartilham além das fronteiras. O grupo é formado por Renata Espoz (Chile), Luana Baptista (Uruguai), Claudia Rivera (Cuba) e pela convidada Jackie Cunha (Brasil). No repertório, La lavandera (Petrona Martinez), Ya yo ta cansá (Victoria Santa Cruz), Pájaro Libre (Diane Denoir), Amor Inutil (Isabelita Sanchez), Guarapo (Rosa Wila), Ya me voy (Leda Valladares), Zamba de los dias (Maria Elena Walsh), Si se quema el monte (Etelvina Maldonado), Tributo (Nora Benavides), El surco (Chabuca Granda) e Lágrimas negras (Maria Teresa Vera).

O evento tem apoio cultural do ProAC/ICMS – Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Klabin S.A.

De Chagall a Frans Post, mais de 1500 obras de arte

A casa-museu Ema Klabin reúne mais de 1500 obras, entre pinturas do russo Marc Chagall e do holandês Frans Post, dos modernistas brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Portinari e Lasar Segall, talhas do mineiro Mestre Valentim, mobiliário de época e peças arqueológicas e decorativas. A Fundação Ema Klabin comemora em 2017 dez anos.

O público também poderá conferir exposições de grandes nomes  da arte contemporânea. A instalação Penetra, do artista Marcius Galan, ganhador do prêmio PIPA (2012) e a intervenção Anaconda, de Alex Flemming.   As duas exposições são gratuitas e ficam até o dia 17 de dezembro.

A fundação abre de quarta a domingo, das 14h às 17h (com permanência até às 18h), sem agendamento. Aos finais de semana e feriados, a visita tem entrada franca; nos outros dias, o ingresso custa R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia).

Serviço:

Série Música do Mundo: Grupo Tambora

Data: 25 de novembro

Horário: 16h30

Visita ao acervo, a partir das 14h.

Entrada franca

170 lugares

Endereço: Rua Portugal, 43, Jardim Europa – São Paulo/SP – telefone: (11) 3897-3232

www.emaklabin.org.br.

Pista de skate do parque ecológico de Indaiatuba reinaugura dia 3/12

Indaiatuba, por Kleber Patricio

Foto: Eliandro Figueira.

A Pista de Skate do Parque Ecológico de Indaiatuba será reinaugurada no dia 3 de dezembro, a partir das 9h30. A equipe da Secretaria de Obras e Vias Públicas trabalha na finalização dos serviços de pintura do espaço que foi todo remodelado. Entre as atrações de inauguração estão um campeonato de best-trick e apresentações de bandas e DJ.

Além de remodelar o espaço, a Prefeitura também instalou ao lado da entrada da pista meia quadra de basquete nos moldes dos parques americanos e uma academia ao ar livre, que era um pedido da população do bairro. O projeto de reforma do espaço foi direcionado para a segmentação da área com o objetivo de atender às categorias iniciante, intermediária e avançada. Segundo a assessoria de imprensa, os serviços realizados no local incluíram a correção de alguns problemas nos halfs [sic] existentes e a montagem de novas rampas, além do reforço na iluminação e a reforma dos banheiros.

A pista foi inaugurada em 2004 e em 2011 passou por mudanças para adequá-la aos campeonatos profissionais da época, que incluiu a recuperação de todo o piso e mudanças no half.

Secretaria de Obras pavimenta trecho da Rua Jurandir de Faria

Obra integra acesso ao Centro Dia e Instituto de Longa Permanência do Idoso. Foto: Giuliano Miranda.

A Secretaria de Obras e Vias Públicas iniciou nesta semana a pavimentação do trecho que conclui o asfalto da Rua Jurandir de Faria, no Jardim Leonor. O trecho, que se estende até a Rua Anselmo Scachetti, tem aproximadamente 300 metros lineares. A obra faz parte dos acessos ao Centro Dia e Instituto de Longa Permanência do Idoso, em construção no bairro. Os trabalhos são executados com mão de obra própria e a previsão é de que a pavimentação esteja pronta em 30 dias. Nessa primeira etapa de obras, a Prefeitura instala as galerias pluviais para posteriormente fazer a preparação do solo e instalação de guias e sarjetas.

O prédio que abrigará o Centro Dia e o Instituto de Longa Permanência do Idoso está na fase de acabamentos finais e com as obras do entorno já iniciadas. O local terá capacidade para atender 50 idosos para permanência e atividades durante o dia, em sistema creche e outros 48 idosos em regime de moradia. A obra recebe investimentos da Prefeitura no valor de R$3,7 milhões.

Indaiatuba recebe Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista

Indaiatuba, por Kleber Patricio

Foto: Arquivo – Giuliano Miranda.

Com expectativa de reunir cerca de 300 ciclistas de várias partes do país, a Confederação Brasileira de Ciclismo anunciou a realização do Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista do dia 27 de novembro a 3 de dezembro no Velódromo Municipal de Indaiatuba.

O Campeonato Brasileiro de Ciclismo de Pista 2017 irá adotar uma nova estrutura de programação, incluindo em uma única competição as categorias Elite, Junior, Juvenil e Infantojuvenil, todas nos gêneros masculino e feminino. A experiência já foi testada no ciclismo de estrada e está sendo estudada sua permanência para as próximas temporadas.

Anteriormente, havia a expectativa de que o Brasileiro acontecesse no Rio de Janeiro, mas a expectativa não se confirmou devido um incêndio que atingiu o Velódromo no Parque Olímpico, na Zona Sul do Rio de Janeiro. O local, que foi usado durante as Olimpíadas durante as provas de ciclismo de pista, estava fechado. Com o incidente, a prova acontecerá pela primeira vez em Indaiatuba.

Menu lusitano do arquiteto Marcos Xavier encerra o Chef Decor Campinas 2017

Campinas, por Kleber Patricio

Fotos: Ricardo Dettmer.

A familiaridade das ancestrais tradições estava lá nas panelas, mas uma roupa nova vestiu os pratos. No jantar desta terça-feira (21/11) no show room da Elettromec, o arquiteto Marcos Xavier, o quinto e último candidato a apresentar seu menu no Chef Decor, resgatou ingredientes que os brasileiros bem conhecem, com preparo e apresentação contemporâneos.

O bacalhau foi a estrela em sua versão fresca, não seca e salgada, como de hábito: Morhua à brasa com batata laminada e aspargos salteados foi o prato principal. Tenro, minimalista e cheio de sabores. “É brasa, azeite e o mínimo de manipulação possível. Costumo fazer para a família no pouco tempo que eu tenho; então estou cozinhando como se estivesse em casa e vocês fossem minha família”, comentou o arquiteto na apresentação e defesa do seu cardápio, totalmente autoral, aos convidados e jurados. Ele cozinhou com a arquiteta Patrícia Ferreira, colega de trabalho no Studio X Arquitetura, que foi a sous-chef da noite.

A entrada: Citrus de folhas com queijo de cabra.

O peixe foi precedido de uma salada leve e fresca, Citrus de folhas com queijo de cabra. Ao mesmo tempo simples e rica em paladar e texturas, a entrada combinou o molho de limão cravo com mel puro, e o queijo, macio, com a crocância das verduras grosseiramente rasgadas à mão.

Para finalizar, o açúcar queimado com maçarico, muito presente na opulenta confeitaria portuguesa, veio elegante e coroou a Surpresa de fruta com brulée de arbóreo. Numa improvável versão do que também pode ser interpretado como um arroz doce gourmet, a sobremesa teve o azedinho de framboesas e foi temperada com queijo parmesão curado ralado.

O prato principal: bacalhau na brasa com batata laminada e aspargos.

Como o menu girou em torno da tradição, vinhos portugueses da Adega Abadesco assinalaram o sotaque dos pratos, com destaque para os rótulos da Quinta do Vallado. “Fundada em 1716, é uma das mais antigas e famosas quintas do Vale do Douro. Pertenceu à lendária Dona Maria Adelaide Ferreira e mantém-se ainda hoje na posse de seus descendentes”, observa Valéria Castro, uma das sócias da Abadesco. Para a salada, serviu-se o Vallado Prima Branco, 100% moscatel galego branco, que difere dos outros da mesma uva por ser seco. “Esse vinho provém de vinhas velhas, com 15 a 50 anos. Muito delicado, com predomínio de notas florais e final fresco”, comenta. Para o bacalhau, um costume de terras portuguesas, com certeza: um tinto leve, sem passagem em madeira, o Quadrifolia, também da Vallado. “Come-se muito bem um bacalhau com um bom tinto. Esse, um vinho jovem das tradicionais uvas portuguesas touriga nacional e tinta roriz, com intensos aromas de frutas vermelhas, ótima acidez e taninos macios”, qualifica Valéria. O Porto Burmester Ruby, também do Vale do Douro, “jovem, robusto, de grande vivacidade e persistência”, segundo Valéria, encerrou a carta, acompanhando a sobremesa.

A sobremesa: Surpresa de fruta com brulée de arbóreo.

Ávila Wenceslau, gerente de Qualidade do Instituto Franco-Brasileiro de Gastronomia (IFBG), um dos patrocinadores do Chef Decor, foi o jurado convidado da noite. Nas provas anteriores estiveram presentes no júri a colunista social e presidente da revista Absoluta, Betty Abrahão; o apresentador do Pop Station da Band Campinas, Douglas Mann; o jornalista, chef e consultor gastronômico Manuel Alves Filho e a jornalista gastronômica Érica Araium. Os jurados fixos, presentes aos cinco jantares, foram o chef Emerson Donadon, do Amaô Gasrtonomia, que também atuou como consultor técnico das provas, o designer de interiores, artista plástico, ilustrador e estilista Luís Roberto de Castro Rios, vice-diretor da Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD) em Campinas e Rosa Jannini, gourmet e organizadora de confrarias gastronômicas.

A final

Jantares encerrados, notas lançadas, que venha o anúncio do vencedor. A grande final do Chef Decor, quando serão comunicadas as colocações de todos os candidatos, será realizada no dia 27/11 no rooftop da Artzzi, loja de mobiliário e design de Campinas localizada na Avenida Moraes Salles.

No evento, um coquetel para convidados (inclusive jurados e representantes da imprensa local) com cardápio do Amaô Gastronomia, serão entregues os prêmios: troféus para o melhor chef e a loja que sediou o jantar, feito em mármore e ouro rosê criado pelo designer André Dias, cursos e workshops do Instituto Franco-Brasileiro de Gastronomia (IFBG), panelas Le Creuset e outros utensílios de design para cozinha. Haverá ainda a exibição de um vídeo documentário sobre a trajetória da competição, com todos os jantares e etapas do Chef Decor.

Os candidatos foram indicados por seus próprios pares de profissão, em uma pesquisa informal que envolveu cerca de 100 pessoas, realizada por Lenine Faria, publicitário da Prosa Branding Agency, agência que idealizou e organiza o evento. As lojas anfitriãs dos jantares foram a Todeschini, Romanzza, Ornare, Lovato Marcenaria e Elettromec.

Página 1 de 61412345...102030...Última »