Notícias sobre Indaiatuba e Região com Kleber Patricio

Especializado em autismo, Espaço Avançar inicia atividades em Indaiatuba

Indaiatuba, por Kleber Patricio

Crédito das fotos: Giuliano Miranda.

A Prefeitura de Indaiatuba iniciou hoje, segunda-feira (5), juntamente com o ano letivo da Rede Municipal, as atividades do Espaço Avançar. O local assegura um novo modelo para atendimento integrado e multidisciplinar aos autistas do município.

Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, a proposta conta com a ampliação de atividades que propiciam o desenvolvimento motor e social dos assistidos, atendimento escolar e terapêutico. Situado na EMEB Profª Elvira Maria Mafei, no Jardim Rêmulo Zoppi, o local passou por reformas para adequação de espaço e tem capacidade para atender até 40 alunos na escola e até 200 usuários com espectro autista na parte ambulatorial.

O Espaço Avançar é equipado com quatro salas de aula, quatro consultórios, uma sala sensório-motora, uma sala de estimulação precoce, uma sala casa pedagógica, uma sala de oficina pedagógica multidisciplinar e compartilha uma piscina e uma quadra poliesportiva da Secretaria de Esportes. O horário escolar será das 8h ao 12h e das 13h às 17h e o horário de atendimento da saúde será das 7h às 17h, por meio de agendamento.

A secretária municipal de Educação, Rita de Cássia Trasferetti, apresentou a escola aos pais dos alunos na quinta-feira (1º).

A Rede Municipal de Educação trabalha com a inclusão e na rede regular são atendidos cerca de 90 autistas. Os alunos direcionados ao Espaço Avançar são casos severos, que necessitam de atendimento especializado; já no setor ambulatorial, os atendimentos são encaminhados pelo SUS, pela rede regular de ensino ou qualquer laudo de autismo que seja morador de Indaiatuba. Os atendidos participarão de atividades como esportes coletivos, atividades recreativas na piscina e aulas de música e artes.

A equipe multidisciplinar é formada por professores especializados. Na escola, as salas são divididas com no máximo seis alunos com um professor e um auxiliar de desenvolvimento educacional. A proposta pedagógica é baseada no currículo funcional, voltado para habilidades que os alunos têm e visam melhorar o desenvolvimento. De acordo com a gestora do Espaço, Renata Furlan, o trabalho é focado em melhoria das atividades de vida diária e independência. Na parte ambulatorial, a equipe é formada por uma médica psiquiatra, uma médica da família com especialidade em nutrição e ortomolecular, uma terapeuta ocupacional, um fonoaudiólogo, um fisioterapeuta, um psicólogo e uma assistente social – quando a criança chega, passa por uma avaliação de todos os setores da saúde para ver a necessidade de cada usuário.

Anteriormente o atendimento aos autistas era oferecido diretamente pela Prefeitura no Complexo Educacional Profª Laura Falh Corrêa, no Parque das Nações, e por meio da parceria com o Centro de Integração, Reabilitação e Vivência dos Autistas (Cirva), que mantinha o Colégio de Integração e Vivência dos Autistas de Indaiatuba (Civai). O Civai encerrou as atividades e a Prefeitura assumiu o atendimento escolar com o Espaço Avançar; já o Cirva continua com sua funcionalidade no atendimento terapêutico de forma independente. O Espaço Avançar não tem ligação com entidades assistenciais.

O prefeito de Indaiatuba, Nilson Gaspar (MDB), acompanhou o primeiro dia do Espaço Avançar. Na quinta-feira (1º), toda equipe do Espaço recebeu parte das famílias para apresentar o local novo. A secretária de Educação, Rita de Cássia Trasferetti, ressaltou a importância do Espaço Avançar. “Nosso anseio é receber bem cada família e juntos construir um atendimento de excelência. Esse espaço é muito importante para a Educação de Indaiatuba e também para cada família que irá desfrutar desse serviço. Sabemos a história de cada um e vamos iniciar uma nova história com o Espaço Avançar. Nosso maior objetivo é melhorar a qualidade de vida dos seus filhos e nosso pedido especial é a participação efetiva das famílias no processo de desenvolvimento deles, pois esse trabalho em união fará a diferença”, salientou a secretária.